Sombra e Luz ⥁ Shadow and Light

Ludmila Queirós ✳

Sombra e Luz ⥁ Shadow and Light

Ludmila Queirós ✳

 Instalação Audiovisual  "O caminho do Moleiro [ Quem me dera que eu fosse o pó da estrada ]"
05.2019
composição musical original desenvolvida para esta instalação por Paulo Bastos;
Instalação audiovisual de Ludmila Queirós

Sinopse:
O Projeto Audiovisual “O caminho do Moleiro [ Quem me dera que eu fosse o pó da estrada]” pretende ser uma construção metafórica imersiva e sensorial sobre a individualidade e a sua vivência. 
“Nada seremos que não pó da estrada, tendo céu por cima e água por baixo” (Alberto Caeiro)? 
Que pão (da vida) é este que amassamos? Que movimento líquido faz despertar transformação nos elementos? 
Somos moleiros do nosso caminho, tendo a possibilidade de transformar e sermos transformados.
[Um outro percurso sensorial (paladar, tacto, visão, audição e cheiro) sobre a Rota dos Moinhos de Albergaria-A-Velha.]
23.05.2019 a 20.07.2019 | Sala de Exposições e Sala Alba do Cineteatro Alba, Albergaria-a-Velha, Aveiro
Performance Musical de Paulo Bastos na inauguração.

Organização:
Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha
Cineteatro Alba

Encomenda no âmbito da Cultura em Rede - Região de Aveiro
05.10.2019 a 18.10.2019 | Exposição Coletiva de arte contemporânea "Sobreposição", Atelier Eliseu, Lousã, Coimbra
Organização: Atelier Eliseu
 

Artistas:
 Ludmila Queirós, Mário Afonso, Olivia Matni, Paulo Bastos e Sérgio Eliseu

Sobre a Exposição:
Mostra disruptiva onde várias tecnologias tornam possível uma participação ativa do público no processo de construção da obra de arte. Sobreposição de percepções em torno da relação entre o digital e o analógico onde se reinventam processos clássicos performativos.
www.eliseu.com

07 e 08.09.2019 | Festival Dão na Eira, Moreira, Nelas
Sobre o Festival
Festival solidário, sustentável, ecológico, sem desperdício e igualitário.
Organização sem fins lucrativos.
Os resultados positivos obtidos neste festival serão aplicados em projetos de solidariedade social na aldeia preservada de Moreira.
Durante todo o Festival:
Visita às exposições espalhadas pela aldeia.
Venda de produtos regionais durante todo o festival.
Surpresas artísticas no decurso dos dias: Ana Figueiredo, entre outras…
Piscina comunitária.
Cinzeiros disponíveis na zona do festival.
Caixotes do lixo, reciclável e orgânico.
Parque de merenda com materiais e alimentos para oferta, de forma a combater o desperdício.